aretha Nenhum Comentário

ICS_0035

Na foto, das esq. para dir.: Denise Eloi (diretora executiva doICOS), Valdimário Rodrigues (Diretor da UNIMED do Brasil), Antônio Britto (presidente da Interfarma), Edson Rogatti (presidente da CMB), Claudia Cohn (presidente da ABRAMED), Ruy Baumer (presidente do Sinaemo e diretor da fiesp), Solange Beatriz (presidente da Fenasaúde), Paulo Chapchap (presidente do Hosp. Sírio-Libanês), Nelson Wolosker (vice-presidente Hosp. Albert Einstein) Claudio Lottenberg (presidente ICOS e do Hosp. Albert Einstein), Gabriel Portella (presidente da SulAmérica Saúde), Giovanni Cerri (vice-presidente do ICOS e conselheiro do Hosp. Sírio-Libanês), Henrique Neves (diretor da Anahp e do Hosp. Albert Einstein)

 

Na quarta-feira, 25 de maio, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, participou de um café da manhã com os representantes dos Conselhos de Administração, Fiscal e Consultivo do Instituto Coalizão Saúde (ICOS). O encontro aconteceu no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, e teve como objetivo a apresentação do ICOS ao novo ministro, além da discussão de uma agenda prioritária para o setor de saúde. O presidente do instituto, Claudio Lottenberg, destacou a importância do diálogo do novo governo com a sociedade e informou a disposição das instituições que integram o ICOS em participar da construção de uma agenda de longo prazo para a saúde do país.

Durante a reunião, Ricardo Barros recebeu o documento “Proposta para o Sistema de Saúde Brasileiro”, elaborado pelos membros do Instituto Coalizão Saúde. Nele, são feitos alertas sobre problemas na gestão da saúde no país, mas, principalmente, apontados caminhos para que eles sejam superados. Entre os temas em destaque no documento estão a melhoria do acesso da população à uma saúde de qualidade, o fortalecimento das parcerias público-privadas, o estímulo ao uso inteligente das novas tecnologias e a criação de carreiras de estado na área da saúde.